Total de visualizações de página

segunda-feira, 7 de maio de 2012

UM TOUR PELA CIDADE (PARTE 2)




U
ma hora e várias tragadas mais tarde, ela faz as encomendas.

- Prontinho, Bárbara. 2 sacos de laranja, 2 melancias, 1 quilo de maçã, 2 abacaxis, um fardo de leite, 3 sacos de arroz, 3 de feijão... Quanto de carne?
- Não sei... Só uns 10 quilos. Quase ninguém vai lá, mesmo.
- Precisando de mais alguma coisa? Cerveja, refri?
- Não, não. Ainda tem lá o estoque do ano passado. Acho que, quando muito, a gente teve só uns vinte fregueses desde que o ano começou.
- Entendi. A soma dá... 300. E então, como é que ocê vai pagar por tudo isso?

As pessoas na fila do fornecedor estão impacientes. Bárbara pega a carteira na bolsa de couro cru e quão devastador é seu espanto ao ver que tudo dentro dela são seus documentos e uma nota de 100! Ela tenta evitar que seu sangue ferva. Espreme os punhos, mordisca os beiços mas consegue respirar fundo e acender mais um cigarro.

- Olha... Ocê me conhece, Teodorico. Não sou de dar calote em ninguém, mas a fatura do posto tem sido um horror... Sabe que ele fica muito afastado da estrada, a empresa até cortou o fornecimento de gasolina, mas meu pai me prende lá! Não me deixa mudar nunca de profissão! Eu ia adorar pôr fogo naquele bueiro, mas aquele posto é a coisa mais importante da vida dele. Eu... Eu posso não ter agora o que baste para pagar por tudo, mas vou deixar aqui R$ 100,00 e mais... Meu celular, isso, meu celular. Daqui uma semana, eu volto pra buscar o celular e trago o resto da soma.

O homem olha meio torto pra ela, que está tão desesperada que sua túnica ficou empapada de suor. Os pulsos dela até tremem. Ela já está a ponto de pedir de joelhos.

- Meeeeee Ajuuuuuuuuda!
- Tá bom, tá bom... Até terça que vem, entendeu?
- Brigada! Brigada! Brigada!
- Mas a gente não entrega pra quem faz fiado. Vai ter de carregar tudo sozinha.

Essa resposta é um tremendo soco em seu estômago. Ela sente o mundo girar ao seu redor e encolher. Cerra os punhos, pronta pra matar o homem de porrada, mas consegue fazer um esforço sobre-humano para se segurar. Pega a nota do caixa e vai andando, bem vagarosamente, para não perder as estribeiras na frente de todo mundo. Mas, assim que avista uma latrina química na rua, corre para dentro dela e começa a bagunçar o cabelo, golpear a parede de plástico feito uma louca, chorar e urrar.

- Que vexame!- Pragueja consigo mesma- Só 100 na carteira, pobretona? Mendiga! Agora eu vou ter que ir pedir dinheiro emprestado... - Range os dentes.-... Pra mamãe!

Enquanto espera pelas roupas, Alexia aproveita pra acariciar suas madeixas flamejantes diante do espelho e dar uma espiada na tatuagem.

- Hum... Talvez um sombreado melhorasse essa coisa...
- Aqui, Lexi.- Tassiana volta- Achei esse blusão. Tem umas manchas e cheirinho de guardado, mas como ocê tem tara por amarelo... Deixo por R$ 7,00. Esse casaco de couro também deve arrasar no seu corpo. Só R$ 15,00. Parece que só foi usado duas vezes.
- Pelo manequim e pela defunta?
- Ah, Não fala assim... Também tem esse shortinho jeans aqui.
- Shortinho? Mais parece um papel de recado.

Risos.

- Ah, mas vai te cair feito anel no dedo, cumádi! Sabe, ocê é daquele tipo raro de mulher que fica linda até vestida num saco de lixo.
- Ocê acha mesmo? Nossa! Essa calça aqui embaixo é linda! Acha que serve em mim, Tassí?
- Sei lá, é uns três números abaixo do seu.

Ela entra no provador. Algum tempo depois...

- Acho que vou levar só o blusão e talvez o short, Tassí. Minha bunda ficou dobrada igual uma tapioca dentro da calça.
- Tudo bem. Faço tudo por 20 pra você, cumádi. Quer levar umas calcinhas, uns sutiãs... Ou talvez um lingerie bem hot pra arrasar nas noitadas?
- Não, não. Nosso dinheiro tá muito curto esse começo de ano. Bárbara sempre pega no meu pé quando compro demais.
- Ah, Barbie... A Mulher- Hulk já desencalhou?

Eis que Bárbara aparece na porta do brechó, arrastando os pés e com o rosto inchado de choro. Ela dá umas batidinhas na madeira da porta.

- Falando nela...
- Oi, Tassiana...
- Por Kurt, Barbie! Quê que aconteceu, menina?
- Eu... Não quero contar aqui. Vem comigo pro bar do Escocês.
- Mas já? São só 10 horas e...
-  ... Por favor...
- Tá bom. Vem comigo, prima. Nossa, ocê tá tremendo todinha...

Ela ajuda a prima a andar como se fosse um idoso escorando na bengala.

- Bom te ver de novo, Bárbara.- Tassí se despede das duas.

Na entrada da cidade, em cima do capô do Fleet, Uli joga golfe. Ele simplesmente acerta as bolinhas sem ter um alvo específico, nem olhar pra onde elas vão. Uma cai no buraco de uma árvore. Outra acerta uma pomba no céu. A maioria cai numa lagoa. Ele manda uma bola muito forte através da estrada, que acaba atravessando o vidro de uma viatura que passava. O policial para o carro e olha pelo buraco na vidraça.

- Ulysses!
- Opa...

O policial pára atravessa a estrada quase deserta, pra tirar satisfações com Uli.

- De bobeira outra vez, Uli?
- Ehr... Foi mal, Sargento. Eu não vi pra onde eu bati a...

Ele arranca Uli do capô do carro pela gola da camiseta e o puxa contra seu rosto.

- Escuta aqui. Ocê tem muita sorte de São Modesto não ter delegacia, senão ia tá pagando etapa desde que chegou ao país! Mas da próxima vez que eu te pegar vadiando na entrada da cidade ou em qualquer outro lugar, te arrasto pro xadrez lá em Juiz de Fora. Ocê lembra da casona de lá, não lembra? As celas são do tamanho de um Fusca e os presos já não vêem mulher há uns 15 anos. Conversados?
- Per... Perfeitamente, Sargento.
- Agora, pega suas bolinhas, seu monte de sucata e RAPA DAQUI!
- Positivo e operante!

Ele bate continência. O policial sai meio que rosnando.

- Maravilha, Jah...- Uli olha para o céu.- Agora, se não tiver muito ocupado, bem que ocê podia mandar uma CHUVA DE BOSTA PRA CIMA DE MIM!!

4 comentários:

  1. Dá a impressão que os moradores de São Modesto têm uma vida muito ruim. Eu mudaria tudo na rotina deles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. novela né, mãe. não posso fazer nada...

      beijos

      Excluir
  2. Bacana demais a nova imagem do topo do site! Parabéns Fernando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. valeu evandro
      vc ainda me deve uma explicação de como colocar o video no site de novo

      Excluir