Total de visualizações de página

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

A RÁDIO QUE TOCA O QUE TE CHOCA (PARTE 2)



- N
ão dizem nada?- O gigante polonês pergunta.
- Uhhhhh...- Manolo tenta encontrar as melhores palavras- Klaatu barada nikto*?
- Caraaaaaaca, maluco...- Diz Jakson- Que diabo de cidade é essa?

Bárbara e Alexia fazem mais encomendas no fornecedor do posto e pagam a dívida do dia anterior.
- Aqui os 200 de ontem, mão-de-vaca!- Bárbara bate as notas de cem no balcão- Agora, cadê meu celular?
- Calma, Barbie...
- Vou buscar... Mulher doente...
Furiosa com a provocação, ela o puxa pela gola da camisa para fora do balcão.
- QUE FOI QUE OCÊ DISSE, CARA?!?
- Calma!- Alexia intervém-  Põe o cara no chão, prima! Não precisa matar ninguém, sô!
- Tá bom... Vai pegar meu celular logo. E não esquece de mandar entregar a encomenda AINDA HOJE, compreendido?
- S... Sim, senhora!- Responde o atendente, urinando nas calças de medo.
Lá fora...
- Por Kurt! Não foi ocê que disse ontem que ia tentar segurar esse animal selvagem dentro docê?
- Foram aqueles três que me tiraram do sério hoje, prima.
- E ocê ainda quer prender os cariocas no quarto do hotel até eles consertarem o teto da oficina. Vai entender...
Três jovens vêm correndo na direção das duas.
- Uai... Johann? Cissa? Monique?
- Ainda bem que a gente conseguiu te encontrar. Procuramos na cidade toda!
- Mas o que foi que houve?
- A gente te viu toda tristinha lá no bar do escocês, e não deu pra agüentar te ver daquele jeito!- Diz o rapazinho- Aí a gente foi lá no conservatório e pediu permissão pro diretor procê dar as aulas pra gente lá na quadra da minha casa, enquanto eles reformam o prédio.
- Sério isso? Fizeram isso por minzinha, sô? Pôxa... Fiquei até... Corada, gente! Eu não mereço tanto!
- Claro que merece!
- E aí? A gente pode confirmar pra amanhã com ele?
- Claro que sim, gente! Já tô lá!
Eles a abraçam.
- Tá vendo só, Lex?- Diz Barbara- Isso que é prestígio, hem?
Longe dali, Uli encosta o carro na entrada de um beco escuro. Há dois pequenos edifícios antigos nele, um em cada esquina. Pega uma lanterna e um molho de ferramentas enroladas num pedaço de couro no porta-luvas do carro.
- Oh, Jah... Depois de tantos anos, e eu ainda não decorei onde fica o alçapão...
- Por que é tão secreto assim o prédio de sua rádio?- Pergunta Jakson.
- Que prédio? A emissora fica é no andar de baixo!
- Como assim?- Manolo fica confuso.
- A-HA! Tá aqui o alçapão!- Uli aponta a lanterna para o canto esquerdo do muro e apanha uma chave no bolso para abrir o cadeado- Jô, faça as honras. Minhas costelas tão meio atacadas da artrite hoje...
- Frouxo...
O gigante levanta a tampa enferrujada do alçapão, que deve pesar uns 100 quilos, com uma mão só, voltando a impressionar os forasteiros. A entrada dá para a galeria de esgotos da cidade.
- Cavalheiros, tenham a bondade! Melhor ocêis tampar o nariz.- Explica Uli, descendo na frente com a lanterna.
Eles descem por uma escada de cabos de aço começam a andar por debaixo da terra, tampando os narizes com suas vestes.
-E o engraçado- Manolo comenta- É que eu sempre quis saber como uma tartaruga ninja se sentia...
- Muito engraçado, maluquinho...
- A gente vai ter que andar muito ainda?- Pergunta Jakson- Umidade faz um mal danado pro meu cabelo.
- Ah, dá um tempo, carioca! Ocê acabou de entrar numa galeria de esgoto, sua vaidade acabou de ser anulada!
- Hahahahahaha... Tomou, maninho!
- Dá pra fazer o favor de ficar quieto, ocêis dois? É muito fácil ficar perdido aqui embaixo!
Uli dobra à direita numa galeria e ilumina uma porta de madeira embolorada, cheia de adesivos de bandas de punk rock e Black metal, sem falar em mensagens ofensivas escritas a mão. Eles a abrem.
- Tião, já che... PELA MADRUGADA!!
_____________________________________________________________________________

* Famosa frase do filme O Dia Em Que a Terra Parou, de 1951. Comando utilizado pelo extraterrestre Klaatu para fazer seu robô guarda-costas Gort parar de atacar os humanos. http://www.youtube.com/watch?v=sIaxSxEqKtA

Um comentário: